A macadâmia todos conhecemos. Mas o óleo de macadâmia foi uma grata surpresa que, para nós, apareceu como um novo ingrediente nos livros japoneses de saboaria artesanal.

Inicialmente não demos muita atenção, uma vez que um óleo de qualidade é difícil de ser encontrado (não é tão disponível como o azeite de oliva em supermercados), pois as nozes tem uma produção demorada (de 7 a 10 anos) ou, muitas vezes, são importadas, sendo um óleo razoavelmente caro.

De origem australiana, recebeu esse nome em homenagem ao “naturalista e politico australiano de origem escocesa John Macadam” (referência, clique aqui). A macadâmia é uma noz que possui um alto teor de gordura saturada e é predominantemente constituída de gorduras insaturadas. É a única oleaginosa que possui o ômega 7 e também os outros ômegas 6 e 9. É rica em “tiamina, vitamina B6, manganês, magnésio e ferro” (referência, clique aqui)

 

Ômega 7

O ômega 7 é um ácido graxo monoinsaturado também chamado de ácido palmitoléico, que é encontrada na produção sebácea da pele de bebês e crianças. À medida que vamos envelhecendo sua produção é reduzida e deve ser obtido a partir de fontes alimentares como a macadâmia.

Segundo algumas fontes, a ômega 7:

  • auxilia na regeneração da pele e membranas mucosas,
  • é antioxidante,
  • melhora a sensibilidade à insulina,
  • melhora a elasticidade das artérias,
  • melhora a saúde mental, memória, ansiedade e depressão.

Vitamina B6

Denominada de pridoxina, a vitamina B6 é encontrada em alimentos de origem animal e vegetal. É ela que metaboliza as proteínas, os carboidratos e gorduras. Auxilia no desenvolvimento do sistema nervoso central e, embora seja raro, sua deficiência pode acarretar em problemas na pele, nos nervos e no sangue. (referência, clique aqui).

    Embora ainda não hajam estudos científicos precisos sobre as informações sobre os ômegas e vitaminas, pudemos em nossa rotina constatar, através do uso em sabonetes, cremes e óleos corporais, que o óleo de macadâmia pode auxiliar a pele em vários aspectos desde a hidratação à harmonização do tom da pele. Ainda não testamos nos cabelos.

    O óleo de macadâmia é levemente amarelado e transparente. Torna-se sólido e esbranquiçado em temperaturas abaixo de ~20˚C Tem um aroma característico da noz, sendo adocicado, amanteigado e levemente amadeirado. Tem uma textura muito leve e agradável, e é rapidamente absorvido pela pele, pois se aproxima de seu sebo natural.

    “O óleo de macadâmia é rapidamente absorvido pela pele, pois se aproxima dse seu sebo natural.”

    A qualidade do óleo faz muita diferença na efetividade de um produto terapêutico, portanto, se seu fornecedor lhe garantir um produto de qualidade, o resultado será surpreendentemente bom, independente do uso que for dar a ele!

    Já experimentamos adicionar o óleo em sabonetes; óleos de banho, e cremes e loções hidratantes; e, inclusive em bolos e biscoitos.

     

    Sabão Artesanal

    Um sabão feito com óleo macadâmia produz um sabonete maravilhoso para peles maduras e/ou ressecadas/sensíveis. De fato os livros japoneses de saboaria natural têm razão em dizer que são sabonetes deliciosos. Em geral, resultam num sabonete de consistência mais cremosa, espuma pequena e delicada, não persistem no enxágue. Proporcionam muita emoliência, umectação e hidratação (que vêm do fato de reter a água na pele) no pós-banho.

    Nas peles maduras, melhoram o aspecto geral da pele nos quesitos: hidratação, maciez e harmonização do tom da pele, principalmente se associado a outros óleos vegetais e/ou essenciais.

    Óleo de Banho, Cremes e Loções Hidratantes

    Passar o óleo de macadâmia logo após o enxágue é uma sensação maravilhosa. Traz conforto para a pele no pós banho e não persiste por muito tempo na pele. Ele é logo absorvido. O resultado é uma pele dócil! Como se as cutículas da pele acalmasse e se assentassem. Nas normais, a pele permanece com o efeito por uns 2 dias, podendo variar para menos dependendo do clima e tipo de sabonete utilizado no banho.

    Nos cremes e loções, o óleo proporciona a mesma sensação. Trouxe muito conforto e hidratação à pele de nosso filho com dermatite atópica. Sua pele é sensível aos conservantes dos hidratantes comerciais, o que nos fez buscar uma solução mais natural e até mesmo caseira.

    Doces e Bolos

    Se o óleo de macadâmia for de excelente qualidade, ele poderá ser utilizado também em receitas na cozinha. Já experimentamos em brigadeiros veganos, cookies e bolos, substituindo a parte da gordura na receita pelo óleo. Experimente! Ele dá o sabor adocicado da castanha e torna o prato além de saboroso, rico e saudável!

     

     

    Obs.: O texto acima é resultado de impressões e deduções baseadas em nossas experiências diárias com o que produzimos através de estudo, bom senso e necessidades pessoais. Em nenhum momento, pretendemos substituir tratamentos indicados por médicos ou debater qualquer estudo científico de qualquer natureza.